Acesso do Cliente

Insira seu usuário e senha para acesso ao controle de processos

Notícias

Cotação da Bolsa

Bovespa 0,92% . . . .
Dow Jone ... % . . . .
França 0,43% . . . .
NASDAQ 0,02% . . . .
S&P 500 0,31% . . . .

Previsão do tempo

Hoje - Montes Claros, MG

Máx
26ºC
Min
16ºC
Parcialmente Nublado

Hoje - Belo Horizonte, M...

Máx
23ºC
Min
13ºC
Predomínio de

Hoje - Igarapé, MG

Máx
22ºC
Min
13ºC
Predomínio de

Webmail

Acesso do Escritório

INSTITUCIONAL: Tribunal promove evento especial para o Dias das Mães com oficinas virtuais sobre saúde emocional, moda, rotina, maquiagem e gastronomia

O TRF1 promoveu nesta sexta-feira, 7 de maio, uma homenagem às mães da Justiça Federal da 1ª Região, com o evento “A pauta do dia é ser feliz”, que contou com oficinas virtuais para servidoras de 14 estados, sobre temas de saúde emocional, moda, rotina, maquiagem e gastronomia. A programação foi aberta pela manhã, com a nutricionista e coach Naty Mabel, que falou sobre o tema “Tire o peso da pandemia: Estratégias eficazes para driblar o estresse e o ganho de peso sem colocar em risco a sua saúde”. Logo depois, a consultora de imagem Jan Amaral conversou sobre moda na oficina de estilo. À tarde a programação contou com a personal organizer Carol Frota, que abordou organização e rotinas mais práticas e funcionais, e com a maquiadora profissional Júlia Martins, que conduziu a oficina “Maquiagem para o trabalho e como transformá-la para usar à noite”. Encerrando o evento, a sommelier Etiene Carvalho compartilhou seu conhecimento sobre vinhos e explicou como comprá-los de forma adequada. Na primeira palestra, a nutricionista Naty Mabel contou, inicialmente, sua história de superação da dependência de comida, para conseguir ter equilíbrio, saúde física e mental. Ela relatou que, desde a infância até a fase adulta de sua vida, foi obesa porque essa era a única maneira de chamar atenção da sua mãe, uma mulher muito ocupada e preocupada com a estética, que trabalhava 70 horas por dia. A mãe reclamava da quantidade que ela comia e essa era sua maneira de ter uma única atenção. “A comida era tudo na minha vida, minha melhor amiga. Cheguei a pesar 135 kg, mas aquela imagem que eu via no espelho não correspondia com a pessoa que eu era de verdade, a minha personalidade. A minha ficha caiu e eu resolvi emagrecer. Eu tive muita determinação, motivação, foco e comprometimento e perdi 75 kg. Isso foi uma grande virada”, contou. Apesar disso, afirmou a coach, a área profissional da sua vida continuava estagnada e ela não tinha motivação para trabalhar como advogada. Por isso, resolveu procurar o coaching - forma de desenvolvimento para adquirir um objetivo pessoal ou profissional específico através de treinamento e orientação. “Eu poderia migrar essas qualidades para outras áreas da minha vida. Comecei a ter uma outra visão da minha vida e tudo evoluiu”, disse. Ela destacou que nessa época de quarentena fomos obrigados a mudar nossa rotina, ficar em casa com a família, fazer home office, ter novos afazeres domésticos e funções, mas, principalmente, ter que conviver com pessoas que são e pensam diferente de nós, apesar de serem da família. “Todos estavam felizes em poder ficar um pouco mais com a família e achavam que teriam tempo para fazer o que quisessem, mas depois viram que não era bem assim. Essa mudança de rotina trouxe estresse, medo, conflito, insegurança, raiva e frustração”, apontou. Segundo ela, esses sentimentos fazem com que a gente produza hormônios e substâncias químicas em nosso organismo, que podem piorar o nosso estado de humor e impedir, inclusive, o emagrecimento. Isso porque quando você decide emagrecer e mudar comportamentos, seu cérebro reage porque já está acostumado com aquela rotina alimentar e acha que está correndo algum risco. “O cérebro tem que criar novas rotinas. Isso é natural e existe para proteger a espécie humana. Quando estamos ansiosos, com medo e inseguros, por exemplo, o cérebro entende que estamos sob ameaça e aumenta o cortisol. Quando acordamos, o cortisol está em seu pico para você levantar e ficar alerta, já à noite ele diminui para você relaxar. Nossos hormônios estão ligados ao nosso comportamento, que está ligado às nossas emoções. Quando o cortisol está alto, você tem mais fome e sente mais vontade de comer doce. Além disso, ele desestimula a produção de melatonina, hormônio do sono e prejudica a sua saciedade porque é no sono que a gente regula a vontade de comer”, explicou. Para superar o estresse e os conflitos gerados nessa época de pandemia, Naty Mabel aconselhou uma reflexão profunda para identificar os estímulos que estão causando o problema e poder encontrar uma solução. Ela alertou para o fato de que, na realidade, o que te traz prejuízos também te traz ganhos de alguma forma, porque você insiste em manter aquilo na sua vida e, muitas vezes, não faz nada para mudar. “Olhe para sua vida, conquistas, fracassos e perceba quem é o responsável pela sua vida estar do jeito que está. Quem foi a única pessoa que tinha o poder de decidir e escolher qual opção e atitude tomaria diante das situações que sua vida te trouxe até hoje? Só você pode mudar. O que tem te impedido de escolher novas atitudes? De fazer o que você sempre disse que vai fazer? Ninguém vai poder te dar soluções para os seus problemas enquanto você não entender que esses problemas são seus. Reconhecer que você é responsável pelas suas decisões já é 50% do caminho”, ressaltou. Estratégias Por fim, a coach Naty Mabel falou sobre as estratégias para driblar o estresse e o ganho de peso. A primeira foi fazer aquilo que o outro gostaria de receber, não o que você gosta, mas o que o outro gosta. “Fazer o que os outros gostariam de receber é reconhecer que sendo bom para você, não é para o outro porque cada um tem uma história de vida, estilo e personalidade diferente. A sua prioridade não necessariamente é para outras pessoas”, afirmou. Outra dica foi ter organização e planejamento na vida, para poder alcançar o que se deseja. O planejamento e a organização são duas máximas que podemos carregar para toda vida. “Quer mais produtividade, organize seu dia. O que é prioridade para resolver nesta semana? Que horas dar atenção para aqueles que amo sem me sentir sufocada? Tudo o que conquistamos até agora está baseado nisso”, enfatizou. A coach ressaltou, ainda, a importância de ter uma dieta na vida, mas não com restrição ou falta de alimento. “Use a dieta e a nutrição ao seu favor. A nutrição é tudo que alimenta seu corpo, como o carboidrato, a gordura, e vitaminas. Encontre os alimentos que vão te ajudar nessa jornada. Ingira alimentos que te causam bem estar, como sardinha, ovos, leite e derivados, amêndoas. O intestino é nosso segundo cérebro e produz serotonina, hormônio do bem-estar e atum”, disse. Ela concluiu informando que a melatonina, hormônio do sono, é estimulada pelo chá verde. Já a dopamina e a endorfina são liberadas com atividades que geram prazer e trazem bem-estar e conforto, como atividades físicas, conversar com amigos, rir, e ter conexão emocional. PG Assessoria de Comunicação Social Tribunal Regional Federal da 1ª Região  
07/05/2021 (00:00)
© 2021 Todos os direitos reservados - Certificado e desenvolvido pelo PROMAD - Programa Nacional de Modernização da Advocacia
Pressione as teclas CTRL + D para adicionar aos favoritos.