Acesso do Cliente

Insira seu usuário e senha para acesso ao controle de processos

Notícias

Cotação da Bolsa

Bovespa 0,92% . . . .
Dow Jone ... % . . . .
França 0,43% . . . .
NASDAQ 0,02% . . . .
S&P 500 0,31% . . . .

Previsão do tempo

Hoje - Montes Claros, MG

Máx
26ºC
Min
16ºC
Parcialmente Nublado

Hoje - Belo Horizonte, M...

Máx
23ºC
Min
13ºC
Predomínio de

Hoje - Igarapé, MG

Máx
22ºC
Min
13ºC
Predomínio de

Webmail

Acesso do Escritório

09/05/2021 - 07h00Presidente do TJMG parabeniza mães neste 9 de maioMensagem exalta reconhecimento à poderosa força que elas exercem no mundo

Neste domingo, em muitos lares brasileiros, as famílias se reuniriam festivas ao redor das mesas, em almoços em que as mães seriam homenageadas, no dia do ano dedicado especialmente a elas. Mas vivemos tempos de anormalidade, face à pandemia de covid-19. A exemplo do que ocorreu em 2020, este é mais um ano com restrições.  Por todo o País, apesar do distanciamento que a crise sanitária nos impõe, o Dia das Mães se faz presente, em mensagens que circulam pelos celulares, em declarações públicas de amor às mães nas redes sociais, em videochamadas emocionadas entre filhos e mães que não podem estar juntos neste domingo e em encontros restritos, entre pequenos grupos familiares.  É um dia marcado, principalmente, pela exaltação a essas mulheres que, no complexo e desafiante exercício da maternidade, e entre erros e acertos, desdobram-se para garantir a felicidades dos filhos. O sentimento que dedicam à prole são a expressão de um amor que não impõe condições e o exemplo de uma doação abnegada ao outro e de uma capacidade sem fim de perdoar.  São sobretudo as mães que se enfileiram nas portas das prisões em dias de visitas, debaixo de sol ou de chuva, sem jamais abandonar o filho que errou, são as que deixam de comer para garantir alimento aos pequenos, as que dormem em portas de escolas para conseguir matrícula para as crianças, as que se desdobram em triplas jornadas de trabalho para manter o lar de pé.  Por isso, em seu poema "Para Sempre", o poeta mineiro Carlos Drummond de Andrade, quando fala dessa figura de papel descomunal na vida de todo ser humano, diz, em seus versos finais: "Fosse eu Rei do Mundo, baixava uma lei: Mãe não morre nunca, mãe ficará sempre junto de seu filho e ele, velho embora, será pequenino feito grão de milho".  Compartilho dessa utopia do poeta. E como também diz Drummond, no mesmo poema, "Morrer acontece com o que é breve e passa sem deixar vestígio. Mãe, na sua graça, é eternidade". Minha saudosa mãe, Helena, já não está mais neste plano terreno. Neste segundo domingo de maio, expresso mais uma vez, publicamente, minha profunda gratidão a ela, por tudo, e meu amor desmesurado de filho.  A todas que carregam o desafio da maternidade, nestes tempos por demais distópicos, minha mensagem de reconhecimento à poderosa força que todas elas exercem no mundo. E aos filhos, meu desejo de que neste 9 de maio, ainda que à distância, possam fazer chegar a suas mães, de alguma forma, um pouco do amor e do cuidado que receberam delas um dia.  Feliz Dia das Mães!   Desembargador Gilson Soares Lemes Presidente do Tribunal de Justiça de Minas Gerais    
09/05/2021 (00:00)
© 2021 Todos os direitos reservados - Certificado e desenvolvido pelo PROMAD - Programa Nacional de Modernização da Advocacia
Pressione as teclas CTRL + D para adicionar aos favoritos.