Acesso do Cliente

Insira seu usuário e senha para acesso ao controle de processos

Notícias

Cotação da Bolsa

Bovespa 0,92% . . . .
Dow Jone ... % . . . .
França 0,43% . . . .
NASDAQ 0,02% . . . .
S&P 500 0,31% . . . .

Webmail

Acesso do Escritório

Tribunal dá posse a 19 novos servidores aprovados no concurso de 2018

​"Procurem fazer o melhor, tratem bem as pessoas e sintam orgulho de pertencer ao Tribunal da Cidadania, pois o que faz crescer é o amor. O serviço público é um serviço à sociedade", declarou nesta quarta-feira (2) o presidente do Superior Tribunal de Justiça (STJ) e do Conselho da Justiça Federal (CJF), ministro Humberto Martins, ao empossar 19 novos servidores aprovados no concurso público realizado em 2018.A convocação de novos analistas e técnicos judiciários foi uma das demandas recebidas pelo ministro Humberto Martins na primeira edição do projeto Fale com o Presidente – de mãos dadas: magistratura e cidadania, que aconteceu em 28 de outubro. A próxima edição será no dia 14 deste mês.​​​​​​​​​Os novos analistas e técnicos receberam as boas-vindas do presidente da corte, ministro Humberto Martins. | Foto:  Rafael Luz / STJ​​O presidente do STJ exortou os novos servidores a trabalharem com dedicação para aproximar ainda mais a sociedade do tribunal. "Por vezes, o cidadão comum não sabe nem entrar aqui, mas eu quero que ele entre, porque tudo isto é patrimônio, suor e sacrifício dele. O STJ tem um pedacinho de cada cidadã e cada cidadão deste país", afirmou.O ministro também aconselhou os recém-empossados a manterem a humildade. Para Humberto Martins, servidores e autoridades são apenas inquilinos do poder, sendo o cidadão o verdadeiro proprietário. "Da posição mais simples à mais elevada, todos são igualmente importantes, desde que cumpram o seu papel. Estamos aqui somente por um tempo, quem permanece são as instituições", disse.Renovaç​​ãoAlém de Martins, participaram da cerimônia de posse dos novos servidores o diretor-geral do STJ, Marcos Cavalcante; o secretário-geral da Presidência, Jadson Santana; e a secretária de Gestão de Pessoas, Solange Rossi.Segundo o diretor-geral do tribunal, a convocação trará ganhos à sociedade. "O ingresso de novos servidores atualizados e aguerridos contribuirá ainda mais para uma melhor prestação jurisdicional", destacou Cavalcante.Na mesma linha, o secretário-geral da Presidência ressaltou que a chegada de novos quadros vai proporcionar uma renovação do corpo funcional da corte. "Ganhamos em oxigenação. Sempre que chegam pessoas novas, há um novo ânimo e um maior dinamismo na rotina do tribunal", observou Santana.Já a secretária de Gestão de Pessoas apresentou as iniciativas da secretaria para a valorização dos servidores, uma das bandeiras da atual gestão da corte. Como principal dica para o processo de adaptação, Solange Rossi apontou o desejo de aprender. "A primeira coisa é a disposição de aprender. Estando disposta a aprender, a pessoa consegue conquistar novos horizontes", recomendou.Empossad​​​osAprovada para o cargo de nível técnico na área administrativa, Angélica Brandt Menti se diz honrada com a oportunidade de servir à maior corte superior do país. Natural de Porto Alegre, ela deixou a carreira de advogada na capital gaúcha para tomar posse no STJ, após mais de três anos estudando diariamente para concursos."Qualquer profissional do direito tem o sonho de trabalhar no STJ e acompanhar de perto a formação da jurisprudência a partir da vasta experiência e do conhecimento dos ministros do tribunal", afirmou.José Mendes Lima Aguiar, empossado como analista da área judiciária, já trabalha no tribunal desde 2013, como técnico da área administrativa. O servidor elogiou o ambiente de trabalho e disse estar entusiasmado com as novas tarefas. "Como já era formado em direito quando assumi como técnico, minha pretensão sempre foi me tornar analista", contou.Cota​​​​sEntre os novos servidores, quatro analistas e um técnico foram aprovados dentro do quantitativo de vagas destinadas a pessoas negras. Além disso, um candidato tomou posse na vaga reservada a pessoas com deficiência, no cargo de analista. O prazo de validade do concurso de 2018 está suspenso até o término da vigência do estado de calamidade pública declarado pela União em razão da pandemia da Covid-19. A suspensão foi determinada pelo Edital 16/2​020.Na página do concurso, é possível encontrar todos os editais referentes à seleção, bem como o quadro de convocados para cada área.
03/12/2020 (00:00)
© 2021 Todos os direitos reservados - Certificado e desenvolvido pelo PROMAD - Programa Nacional de Modernização da Advocacia
Pressione as teclas CTRL + D para adicionar aos favoritos.