Acesso do Cliente

Insira seu usuário e senha para acesso ao controle de processos

Notícias

Cotação da Bolsa

Bovespa 0,92% . . . .
Dow Jone ... % . . . .
França 0,43% . . . .
NASDAQ 0,02% . . . .
S&P 500 0,31% . . . .

Previsão do tempo

Hoje - Montes Claros, MG

Máx
32ºC
Min
21ºC
Parcialmente Nublado

Hoje - Rio Pardo de Mina...

Máx
31ºC
Min
19ºC
Parcialmente Nublado

Hoje - Rio de Janeiro, R...

Máx
31ºC
Min
25ºC
Chuvas Isoladas

Hoje - Belo Horizonte, M...

Máx
28ºC
Min
20ºC
Chuvas Isoladas

Hoje - Igarapé, MG

Máx
28ºC
Min
20ºC
Chuvas Isoladas

Webmail

Acesso do Escritório

INSTITUCIONAL: Anunciada as Metas Nacionais do Judiciário para 2022

Na sexta-feira, 3 de dezembro, o Conselho Nacional de Justiça (CNJ) e os tribunais de todo o país anunciaram, durante o encerramento do 15º Encontro Nacional do Poder Judiciário, as 12 Metas Nacionais do Judiciário para 2022. O evento foi transmitido pelo canal do CNJ no YouTube. As metas nacionais representam os compromissos dos órgãos para aprimorar o acesso da população à Justiça, de uma maneira rápida, eficiente e com qualidade. Os objetivos para o próximo ano integram e se baseiam no Plano Estratégico Nacional 2021-2026 do Poder Judiciário. A novidade foi a aprovação de metas para promover os direitos da infância, a produção de inovação no Judiciário e a consolidação da transformação digital nos serviços judiciários. Conheça as 12 metas aprovadas: – Meta 1: Manter o julgamento de mais processos de conhecimento que os distribuídos; – Meta 2: Manter o julgamento dos processos mais antigos; – Meta 3: Estimular a conciliação; – Meta 4: Priorizar o julgamento dos processos relativos aos crimes contra a Administração Pública, à improbidade administrativa e aos ilícitos eleitorais; – Meta 5: Reduzir a taxa de congestionamento líquida, exceto execuções fiscais; – Meta 6: Priorizar o julgamento das ações coletivas; – Meta 7: Priorizar o julgamento dos processos dos maiores litigantes e dos recursos repetitivos; – Meta 8: Priorizar o julgamento das ações relacionadas ao feminicídio e à violência doméstica e familiar contra as mulheres; – Meta 9: Estimular a inovação no Poder Judiciário; – Meta 10: Promover a Transformação Digital – Justiça 4.0; – Meta 11: Promover os direitos da criança e do adolescente; – Meta 12: Impulsionar os processos de ações ambientais. TRF1 é premiado na categoria Prata do Prêmio CNJ de Qualidade – Antes do anúncio das metas, houve a entrega do Prêmio CNJ de Qualidade, em reconhecimento às boas práticas dos órgãos do Judiciário em quatro eixos temáticos: governança, produtividade, transparência e dados e tecnologia. O Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF1) alcançou premiação na categoria Prata, com 62,9% de pontuação. O prêmio visa estimular os tribunais a buscarem a excelência na gestão e no planejamento de atividades, com o aumento da eficiência na prestação de serviços à população. Neste ano de 2021, o Prêmio apresentou como novidade a verificação do grau de implantação de algumas ações do Programa Justiça 4.0, a exemplo do Juízo 100% digital, do Balcão Virtual, dos Núcleos de Justiça 4.0, o percentual de acervo eletrônico e contribuição dos analistas de Tecnologia da Informação (TI) na revisão de códigos fontes, que visam ao aprimoramento da Plataforma Digital do Poder Judiciário (PDPJ) e do Processo Judicial Eletrônico (PJe). Assista ao anúncio do Prêmio CNJ de Qualidade clicando aqui. 15º Encontro Nacional do Poder Judiciário – Previsto no artigo 17 da Resolução CNJ 325/2020, o encontro contou com a participação de presidentes dos tribunais, integrantes da Rede de Governança Colaborativa do Poder Judiciário, responsáveis pela área de Gestão Estratégica e servidores da área de estatística. LC, com informações do CNJ. Assessoria de Comunicação Social Tribunal Regional Federal da 1ª Região 
07/12/2021 (00:00)
© 2022 Todos os direitos reservados - Certificado e desenvolvido pelo PROMAD - Programa Nacional de Modernização da Advocacia
Pressione as teclas CTRL + D para adicionar aos favoritos.