Acesso do Cliente

Insira seu usuário e senha para acesso ao controle de processos

Notícias

Cotação da Bolsa

Bovespa 0,92% . . . .
Dow Jone ... % . . . .
França 0,43% . . . .
NASDAQ 0,02% . . . .
S&P 500 0,31% . . . .

Previsão do tempo

Hoje - Montes Claros, MG

Máx
33ºC
Min
22ºC
Parcialmente Nublado

Hoje - Rio Pardo de Mina...

Máx
33ºC
Min
18ºC
Parcialmente Nublado

Hoje - Rio de Janeiro, R...

Máx
32ºC
Min
24ºC
Chuva

Hoje - Belo Horizonte, M...

Máx
27ºC
Min
21ºC
Chuva

Hoje - Igarapé, MG

Máx
26ºC
Min
21ºC
Chuva

Webmail

Acesso do Escritório

Em escolha de novo nome para o STF, Lula não quer repetir ‘erros’ de gestões passadas

1 de 1 O presidente Luiz Inácio Lula da Silva no Palácio do Planalto, em Brasília, na segunda-feira (29). — Foto: Ueslei Marcelino/Reuters Desde que foi eleito, o presidente Lula (PT) repete com frequência que “não pode errar” nas indicações ao Supremo Tribunal Federal (STF). Considera que foi pelas mãos de ministros nomeados pelo PT que foi para a cadeia (embora não ressalte que foi também por ação do STF que a Lava Jato foi apontada como irregular em pontos que o abonaram de prestar contas à Justiça) e não tem relação com quase nenhum ministro indicado pelas gestões petistas. Compartilhe no WhatsAppCompartilhe no Telegram Tanto que chamou atenção no churrasco, à exceção de Ricardo Lewandowski, apenas Gilmar Mendes e Alexandre de Moraes entre os convidados: o primeiro indicado por Fernando Henrique Cardoso, o segundo, por Michel Temer. Na primeira vaga, deixada por Lewandowski, Lula diz que não vai errar – e definiu há muito tempo que a vaga seria uma escolha pessoal sua. O presidente avalia que não foram tiros no pé as nomeações de Bolsonaro para o STF – Kassio Nunes Marques e André Mendonça – e tampouco a indicação de Augusto Aras para a Procuradoria-Geral da República. Não pelos currículos, mas pelo que considera lealdade e alinhamento. Desde que foi eleito, Lula faz críticas a suas próprias escolhas – como a de Toffoli – e, principalmente, a de Dilma também, como Edson Fachin. Esses erros foram mencionados no churrasco de sexta-feira. LEIA TAMBÉM: PL e Bolsonaro veem punição de Zambelli como gesto ao STF e vão abandonar deputadaEm Brasília, presidentes do Uruguai e do Chile dizem discordar de Lula sobre Maduro'Eu quero ir para a cela!': Psicóloga grita em delegacia após ofender funcionários de restaurante no Museu do Amanhã; VÍDEO Lula tem mágoa grande com a indicação de Dias Toffoli, pois considera que o ministro foi “cria do PT”, tendo trabalhado na liderança do partido, e foi um dos mais cruéis na hora de vetar a saída de Lula da cadeia para participar do enterro do neto. E também se queixa de conselheiros como Marcio Thomas Bastos e Sigmaringa Seixas, ambos falecidos, mas que ajudaram a ele e a Dilma nas indicações. Agora, Lula vai fazer ao melhor estilo Frank Sinatra: “My way”, ao ouvir a si próprio para indicar Cristiano Zanin, a quem é grato e considera leal. Veja comentário de Lula, em abril, sobre a indicação ao STF: Política No trato político, Lula minimiza as crises com o Congresso e, na visão dos próprios aliados, se dedica demais a crises e polêmicas externas. Como ironiza um petista raiz: “o governo Lula está com saudade de Lula”, chamando à responsabilidade o titular do time para fazer política. Lula tem dito que as reações são normais, mas que vai ajustar a relação, e que não há solução fora da política. No Congresso, no entanto, as queixas crescem e a pressão para trocar parte do Palácio do Planalto também. Assim como Lula, o centrão acredita que não há solução fora da política – mas mandou recado de que não aceita mais esses políticos que estão ali na cozinha presidencial.
30/05/2023 (00:00)
© 2024 Todos os direitos reservados - Certificado e desenvolvido pelo PROMAD - Programa Nacional de Modernização da Advocacia
Pressione as teclas CTRL + D para adicionar aos favoritos.