Acesso do Cliente

Insira seu usuário e senha para acesso ao controle de processos

Notícias

Cotação da Bolsa

Bovespa 0,92% . . . .
Dow Jone ... % . . . .
França 0,43% . . . .
NASDAQ 0,02% . . . .
S&P 500 0,31% . . . .

Previsão do tempo

Hoje - Montes Claros, MG

Máx
27ºC
Min
20ºC
Chuva

Hoje - Rio Pardo de Mina...

Máx
27ºC
Min
20ºC
Chuva

Hoje - Rio de Janeiro, R...

Máx
25ºC
Min
22ºC
Chuvas Isoladas

Hoje - Belo Horizonte, M...

Máx
26ºC
Min
19ºC
Chuva

Hoje - Igarapé, MG

Máx
26ºC
Min
18ºC
Chuva

Webmail

Acesso do Escritório

25/10/2021 - 19h27Gestão Judiciária gera bons resultados para vara de MuriaéImplementação do Desdobramento do Planejamento Estratégico (DPE) propiciou redução de acervo processual

Modelo de gestão estratégica proporcionou controle, quantitativo e qualitativo, da tramitação processual em vara de Muriáe, além da participação de todos na definição das tarefas e metas (Crédito: Divulgação/TJMG) Em plena pandemia, a Vara de Execuções Criminais, da Infância e Juventude e de Precatórias Criminais de Muriaé (MG) superou as metas estabelecidas pelo Conselho Nacional de Justiça, com mais de 20% de redução do acervo processual e nenhum processo paralisado há mais de cem dias. Os resultados, de acordo com o juiz titular da vara, Juliano Veiga, foram possíveis com a implementação do Desdobramento do Planejamento Estratégico (DPE), tão logo ele assumiu a titularidade da unidade judiciária. O magistrado já havia passado pelas comarcas de Januária e Francisco Sá, onde também aplicou o modelo de gestão. O juiz explicou que a implantação do desdobramento do planejamento estratégico observa as diretrizes da Resolução 827/2016/TJMG e da Portaria 4.704/2017/CGJ. Após a manifestação de interesse à CGJ, a equipe do Núcleo de Suporte ao Planejamento e à Gestão da Primeira Instância (Nuplan) oferece os formulários, informações e presta o auxílio necessário para a realização das etapas do DPE. O desdobramento do planejamento estratégico é realizado em quatro etapas: diagnóstico da unidade, elaboração do planejamento estratégico, plano de ação gerencial e, por fim, o acompanhamento permanente. Esta última é responsabilidade do juiz titular da unidade judiciária, com acompanhamento pela Corregedoria-Geral de Justiça, por meio do Nuplan . O Nuplan já acompanhou a implantação do DPE em aproximadamente 200 varas de Minas Gerais, desde o início DPE, em dezembro de 2016, até o primeiro semestre deste ano. Antes de ser aprovado no concurso para juiz, Juliano Veiga foi servidor do Tribunal de Justiça de Minas Gerais, onde ingressou no cargo de oficial judiciário, em 2008. Desde o primeiro ano na instituição, atua na formação e capacitação de servidores. Os primeiros treinamentos ministrou para as áreas de autocomposição e conciliação e, posteriormente, para a área de gestão, que ele acredita ser fundamental para a prestação jurisdicional efetiva e de qualidade para o cidadão. Com implantação do implantação do DPE, Vara de Execuções Criminais, da Infância e Juventude e de Precatórias Criminais de Muriaé reduziu em mais de 20% o acervo processual (Crédito: Divulgação/TJMG) Urgência No caso da Vara de Execuções Penais e da Infância e Juventude de Muriaé, de acordo com o magistrado, quase todos os feitos são de urgência, e a falta de critérios e parâmetros gerava uma corrida desorganizada para tentar atender todas as demandas. O juiz Juliano Veiga lembra que, quando assumiu a unidade em Muriaé, o sentimento da equipe era de desânimo. “Antes da adoção do modelo de gestão estratégica, não se tinha o hábito de trabalhar com dados, mapas e mensuração constante dos gargalos e avanços. Isso trazia uma sensação de que, por mais elevada que fosse a dedicação, não se alcançavam resultados concretos”, recorda. Para o escrivão Leandro Dornelas Mallosto, a implementação do DPE representou “uma verdadeira revolução nos processos de trabalho,  propiciando o aprimoramento da análise dos dados estatísticos, a melhoria da gestão e prestação jurisdicional”. Os servidores Wilson Ferreira Dala Paula e Maria Angélica dos Santos Catto Luz acreditam que essas ferramentas trouxeram agilidade para os trabalhos, e que o resultado poderá ser ainda melhor com a melhoria dos sistemas informatizados, se não houver déficit de servidores. O juiz explica que o modelo de gestão estratégica proporcionou controle, quantitativo e qualitativo, da tramitação processual, além da participação de todos na definição das tarefas e metas, o que trouxe satisfação e motivação para a equipe. Os resultados obtidos são comemorados por todos e geram o sentimento de pertencimento, o sentimento de que todos os integrantes da equipe compõem uma unidade, com objetivos comuns na realização da Justiça de forma efetiva, tempestiva e adequada. Diretoria de Comunicação Institucional – Dircom TJMG – Unidade Fórum Lafayette (31) 3330-2123 ascomfor@tjmg.jus.br facebook.com/TJMGoficial/ twitter.com/tjmgoficial flickr.com/tjmg_oficial    
25/10/2021 (00:00)
© 2021 Todos os direitos reservados - Certificado e desenvolvido pelo PROMAD - Programa Nacional de Modernização da Advocacia
Pressione as teclas CTRL + D para adicionar aos favoritos.