Acesso do Cliente

Insira seu usuário e senha para acesso ao controle de processos

Notícias

Cotação da Bolsa

Bovespa 0,92% . . . .
Dow Jone ... % . . . .
França 0,43% . . . .
NASDAQ 0,02% . . . .
S&P 500 0,31% . . . .

Previsão do tempo

Hoje - Montes Claros, MG

Máx
32ºC
Min
22ºC
Poss. de Panc. de Ch

Hoje - Rio Pardo de Mina...

Máx
31ºC
Min
18ºC
Nublado

Hoje - Rio de Janeiro, R...

Máx
32ºC
Min
24ºC
Pancadas de Chuva a

Hoje - Belo Horizonte, M...

Máx
28ºC
Min
19ºC
Pancadas de Chuva

Hoje - Igarapé, MG

Máx
30ºC
Min
18ºC
Pancadas de Chuva

Webmail

Acesso do Escritório

22/10/2020 - 12h15Núcleo de Voluntariado apresenta dois projetos sociais ao presidenteArtesanato com papel reaproveitável e coleta seletiva

  O presidente Gilson Lemes Soares elogiou os projetos apresentados pelo Núcleo de Voluntariado do TJMG O presidente do Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG), desembargador Gilson Soares Lemes, recebeu nesta quinta-feira (22/10) dois projetos encaminhados pelo Núcleo de Voluntariado do TJMG de geração de renda para recuperandas das Associações de Proteção e Assistência aos Condenados (Apacs): artesanato com papel reaproveitável e  credenciamento de entidades para realizar coleta seletiva nas comarcas. O presidente Gilson Soares Lemes elogiou a iniciativa e já solicitou a inclusão deles no planejamento estratégico do TJMG 2021/2026. A iniciativa se insere entre as metas e objetivos da Agenda 2030. Os projetos foram entregues pela desembargadora Maria Luíza de Marilac; desembargador Armando dos Anjos; juiz auxiliar da Presidência, Rui Almeida; juízes Marcelo Lucas Pereira, Sérgio Henrique Cordeiro Caldas e Cláudia Helena Batista; o secretário de planejamento do TJMG, João Victor Silveira Rezende; o diretor executivo da informação documental, Fernando Rosa de Souza; a servidora da Assessoria de Comunicação Institucional, Mariana Brito e a servidora da Corregedoria-Geral de Justiça, Mônica Sá. Renda alternativa A desembargadora Maria Luíza de Marilac explicou que o projeto de artesanato com papel reaproveitável tem como objetivo gerar uma renda alternativa às recuperandas, com a confecção e venda de artesanato em papel marchê. “A necessidade de pensar em uma solução para o problema surgiu da constatação de uma servidora integrante do Núcleo de Assistência Servidor Solidário (NASS), que percebeu as dificuldades das mais de 70 mulheres que cumprem pena na unidade feminina da Apac em Belo Horizonte. Essas mulheres sofrem restrições financeiras, dada a nova realidade imposta pelo covid-19”, disse. No último dia 20 de agosto, o Núcleo entregou 150 kits de produtos de higiene pessoal às recuperandas de Belo Horizonte. Houve uma campanha para ajudá-las, que se encerrou posteriormente, quando foram coletados 2.292 itens de higiene pessoal. que foram distribuídas para as apaqueanas de Minas Gerais.   A servidora Mônica Sá detalhou os projetos de artesanato e coleta seletiva nas comarcas O projeto de artesanato com papel marchê, segundo Mônica Sá, surge como uma forma de integrar ações do Programa Justiça Eficiente (Projef), da Apac, do Programa de Logística Sustentável (PLS), do Grupo de Monitoramento e Fiscalização do Sistema Prisional e das Medidas Socioeducativas (GMF) e da Associação dos Catadores de Papel, Papelão e Material Reaproveitável (Asmare). A Diretoria Executiva de Gestão da Informação Documental (Dirged) recolhe cerca de 250 toneladas de papel para eliminação por ano. Tais eliminações passam por um procedimento de avaliação documental, que incluem critérios de preservação ambiental. Parte deste material poderá ser revertido para o artesanato com papel reaproveitável. Coleta seletiva nas comarcas O projeto de coleta seletiva tem como objetivo aumentar o número de entidades credenciadas junto ao TJMG para permitir a destinação adequada de materiais reaproveitáveis. Também buscar conscientizar magistrados, servidores, estagiários e colaboradores sobre a importância correta da destinação dos resíduos sólidos produzidos pelo Judiciário mineiro. Na vertente socioeconômica, serão beneficiadas diretamente as entidades credenciadas, destacou a desembargadora Maria Luíza de Marilac.
22/10/2020 (00:00)
© 2020 Todos os direitos reservados - Certificado e desenvolvido pelo PROMAD - Programa Nacional de Modernização da Advocacia
Pressione as teclas CTRL + D para adicionar aos favoritos.